Conecte-se

Poder

#Curdistão

Sob ameaça militar, curdos celebram Ano Novo no Iraque

Felipe Paiva

Fotógrafo brasileiro, Felipe Paiva acompanhou a celebração de Ano Novo no Curdistão; a pedido de Headline, ele mostra a cultura por trás dos clichês da guerra

20 de dez. de 194 min de leitura
20 de dez. de 194 min de leitura

Quando pensamos no Iraque a imagem que vem a cabeça da maioria das pessoas é de guerra, violência e possívelmente pobreza. Esse clichê terrível que assombra o país desde o fim da era Saddam ofusca a beleza natural desde país artificial. O Iraque foi criado no fim da primeira guerra mundial por países europeus e as fronteiras agruparam e separaram diferentes tipos de culturas e etnias. Uma dessas etnias é a curda.

Vista aérea de um morro em volta da cidade de Akre, Iraque
Vista aérea de um morro em volta da cidade de Akre, Iraque.

 Os curdos, são hoje, a mais populosa etnia sem uma nação. Eles se encontram em 4 países diferentes. Na Turquia, na Síria, no Irã e no Iraque. Os curdos iraquianos estão concentrados no norte do país e possuem uma identidade diferente do resto que é majoriatariamente muçulmana xiita ou sunita. A cultura e os rituais curdos estão muito ligados ao Zoroastrismo. 

Menino na varanda
Menino olha a movimentação dos preparativos para a celebração do ano novo curdo.(Photo: Felipe Paiva)

 É por isso que com a chegada da primavera que se comemaora o Noruz, o ano novo curdo. Entre os dias 20 e 22 de março, depende do ano, se comemora a chegada da primavera e de mais um ano. Na cidade de Akre, as pessoas se juntem no centro, em sua grande maioria homens e meninos, dançam, cantam e  comem. Ao longo do dia as pessoas sobem os morros envolta da cidade para aproveitarem a vista privilegiada. 

A cidade de Akre se prepara para celebrar o ano novo curdo.
A cidade de Akre se prepara para celebrar o ano novo curdo.(Photo: Felipe Paiva)

 

Meninos bem vestidos posam para um retrato em Akre no Iraque.
Meninos bem vestidos posam para um retrato em Akre no Iraque.(Photo: Felipe Paiva)

 

Três poltronas do lado de fora de uma casa na cidade de Akre, Iraque
Três poltronas do lado de fora de uma casa na cidade de Akre, Iraque(Photo: Felipe Paiva)

Ao cair da noite, mais de cem homens carregando tochas acesas vão do centro da cidade até o topo de todas de uma das montanhas e depois para a outra. 

Pessoas, em sua maioria homens, observam a cidade de Akre do topo de uma das montanhas.
Pessoas, em sua maioria homens, observam a cidade de Akre do topo de uma das montanhas.(Photo: Felipe Paiva)

Enquanto isso fogos de artifício explodem nos céus, soldados atiram para cima com suas kalashnikovs e mulheres, homens e famílias danças, cantam e comem ao apreciar a caótico e belo ritual.

Um homem atira para cima com uma kalashnikov em Akre, Iraque.
Um homem atira para cima com uma kalashnikov em Akre, Iraque.(Photo: Felipe Paiva)

  

Pessoas filmam as explosões de fogos de artifício em Akre.
Pessoas filmam as explosões de fogos de artifício em Akre.(Photo: Felipe Paiva)

 

Algumas pessoas permanecem no topo das montanhas até o amanhecer.
Algumas pessoas permanecem no topo das montanhas até o amanhecer.(Photo: Felipe Paiva)


#Curdistão